Livro: Julho transformador

O colecionador de pássaros - Contos, lição de vida

O Colecionador de Pássaros

Imagem by pixabay.com

Um colecionador de pássaros recebeu a visita de um sobrinho, que sentado no chão observava a vasta coleção. O tio vendo-o triste indagou.
— Porque estás triste?
— Tenho dó deles! — Apontou com o queixo para os animais.
— Por que meu anjo? — Acariciou os cabelos do menino, sorrindo. — Estão felizes, ouça os cantar!
O jovem ficou em silêncio, realmente era linda a melodia, mas mesmo assim insistiu.
— O céu é vasto! — abriu os braços acima da sua cabeça apontando para a imensidão azul. — As gaiolas tão pequenas! — Juntou as duas mãos pertinho do corpo.
— Sim! Porém, aqui estão protegidos, por isso cantam!
— Sempre no mesmo lugar vendo a mesma coisa, quando poderiam voar livremente! Seria um cantar alegre ou um pedido de socorro?
— Alegre lógico! Veja a ração farta que possuem... — o colecionador apontou para o alpiste... — Cantam de tanta alegria!
O garoto se convenceu, meneou a cabeça e voltou a sorrir se aproximou de cada pássaro.

...

Passados alguns anos o garoto regressou à casa do tio, chegou todo feliz, logo percebeu que o tio triste.
— Por que está triste tio? — Lágrimas escorreram.
— Seu primo fez uma coisa errada!
— O que?
— Pegou algo que não o pertencia e foi preso!
O senhor levou a mão ao rosto tentando esconder as lagrimas que insistiam em sair.
— Não se preocupe tio! Cuidarão bem dele, terá comida e proteção como... os seus pássaros!
O homem lembrou-se da última conversa deles e percebeu o erro que cometeu.
— Quem sabe tio... vire até um cantor!
O tio se levantou, foi para o quintal, olhando os pássaros chorou. Depois abriu gaiola por gaiola, e os pássaros voaram livremente pela imensidão do céu azul.
Depois de pagar pelo crime, o filho daquele senhor foi solto e aprendeu o valor da liberdade.
O colecionador continuou com a paixão por pássaros, mas agora na natureza percebeu a diferença do canto de lamentação ao de liberdade, que era simplesmente belo e cheio de vida, agora colecionava fotos e não mais os pássaros, nunca mais prendeu nada.




Roberto Albano

                        


...

Blog de Frases Famosas


  
  
       

  

    
   
     
           
  

Blog de Poemas:

 
  


Nenhum comentário:

Postar um comentário